CRÍTICA A "AMAZONAS DE PEGASUS", DE NICK NARUKAME

05/04/2014 22:39

Saintia Shô não é tão complicado assim

Por Danilo Duarte

 

 

    Eu poderia começar essa matéria de várias formas, mas dizer que “Saintia Shô não é tão complicado assim” é, provavelmente, a mais indicada. Apesar disso, parece que Nick Narukame, responsável por todas as matérias envolvendo CDZ para a Neo Tokyo, não conseguiu entender totalmente o mangá. Digo isso baseado já no título da matéria “Amazonas de Pegasus”. Não, não existe nenhuma “amazona de Pegasus”. Nem de Pégaso, aliás.

    Eu até concordo que a matéria começa bem, afirmando como Saint Seiya continua nos surpreendendo com novidades, porém logo em seguida afirma que o enredo de Saintia Shô não traz nada de novo, e isso não é verdade. Quem leu o começo do mangá, sabe qual é o enredo: amazonas que cuidam diretamente de Athena como servas pessoais (daí não usarem máscaras, elas não convivem com homens) tendo que lidar com a repentina ameaça de Eris, tudo interligado com o Clássico e o filme de Eris, com claras menções a The Lost Canvas também. Se esse enredo já fez parte de alguma série de Saint Seiya, por favor, me avisem qual.

    Logo em seguida, mais mentiras (porque eu duvido mesmo que esses são “erros honestos”) de Nick Narukame: segundo ele, em Saintia Shô as amazonas precisam “lutar contra as 12 casas dos signos para ganhar armaduras”. Mas nem no original isso aconteceu! Seiya e os outros já chegam ao Santuário de posse de suas armaduras (e se as casas são inimigas formidáveis, imagina os guerreiros que vivem dentro delas). E ainda diz que, por causa da rebelião de Saga, o número de guerreiros diminuiu e, por isso, um novo grupo teve de ser criado, sendo este justamente as Saintias. Mas se o prólogo se passa após a rebelião dos Bronze Boys contra Saga, o mangá começa bem antes da Guerra Galáctica, e as Saintias já existem. Que espécie de hater esse Nick Narukame consultou pra fazer essa matéria?

    Para tentar esconder o fato de que é um péssimo redator, o texto todo (não apenas o de Saintia Shô, aliás) é cheio de piadas ridículas. Neste que me cabe, temos “A protagonista da série é Shô, (Dalone explica: o nome dela é Shôko, mas tudo bem) uma jovem que luta contra o crime e as forças do mal, mas não pertence às meninas superpoderosas” e “(...) até mesmo lançarem um especial de Athena indo comprar pão na padaria”, entre outras tão infames quanto. Isso não é engraçado. Isso é A Praça é Nossa, sendo bonzinho com esse tal de Nick Narukame.

    Sobre a arte, ele apenas fez um elogio rápido, nada demais. Mas, logo em seguida, colocou um “até agora”, expressando um suposto pessimismo dos fãs (quais fãs? Porque aqui no QC a resposta tem sido boa. Toda vez que traduzo e posto um capítulo, o feedback é extremamente positivo). Piadinhas e pessimismo, sinopse errada... não me parece que Nick Narukame estava tentando realmente falar de Saintia Shô para alguém além dele mesmo e seu ego superinflacionado. Tudo que conseguiu foi gerar essa matéria-resposta, tão pequena quanto à dele foi. Mas, talvez, um pouco menos tendenciosa.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!