EPISÓDIO 23 - BABEL, A FORTALEZA IMPENETRÁVEL

10/09/2012 22:37

Babel, a Fortaleza Impenetrável

Por Julian VK

 

        A viagem do cavaleiro Kouga para Lugar Nenhum continua.

        Ryuho e Haruto se reencontram com Kouga e Yuna, sendo que os Dragão e o Lobo tiveram tempo de ir até o Japão e depois até o Santuário. Francamente, o que Pégaso e Águia fizeram esse tempo todo? Se queriam resgatar a Aria, por que diabos não foram direto para a Torre de Babel? E não bastasse isso ser estranho, ainda por cima as duplas se reencontraram no meio do NADA! Acho que a teoria do Lucas de que há um GPS implantado num dos cavaleiros de bronze é verdadeira.

        Agora, o que me admira é a burrice não só de Kouga, mas também de Yuna! Eles se mostraram surpresos quando Haruto revelou que a falsa Athena estava trancafiada na Torre de Babel. Francamente, isso não era óbvio? Se você estivesse no lugar do Pégaso, qual seria o primeiro lugar onde você procuraria?

        Seja como for, parece que está rolando um clima entre Haruto e Ryuho. Aquela cena em que Yuna pede o que eles estiveram fazendo e o Dragão responde “muitas coisas”, seguido de um “ne~~, Haruto?” foi muito, muito suspeita.

        Este episódio perde pouco tempo com preparações, pois logo aos seis minutos já começa a porrada. O plano dos bronzeados é simples, dividir-se em dois grupos e procurar por Aria. Para o azar do mais novo casal (Haruto e Ryuho), eles dão de cara com alguém que não gosta muito de yaoi: Sonia. A Vespa concede aos dois uma rápida surra, mas seus oponentes se contentam em fingir que caíram da torre.

        Sonia também não parece muito interessada em verificar se seus alvos realmente morreram ou não. Ô mulher desleixada.

        O próximo inimigo a aparecer, dessa vez diante de Kouga e Yuna, é o cavaleiro de prata de Escudo. Ele demonstra ter uma capacidade defensiva muito boa, mas durante toda a luta não faz nada além de bloquear ataques. Francamente, como ele esperava vencer? Fazendo os inimigos desistirem e voltarem para casa?

        Por sinal, eu errei a minha aposta. Achava que depois dos cavaleiros ninjas viriam os piratas, mas na verdade agora é vez dos... cavaleiros caubóis! Pois é, Jabu largou a armadura e agora passa a vida cuidando de cavalos (deve ter algum fetiche por eles). Depois de encontrar Souma desmaiado no deserto do Texas, ele o treinou para ser o primeiro cavaleiro caubói da história (assim como Haruto é o primeiro cavaleiro ninja). Agora já sabemos quem tem o saque mais rápido da Grécia.

        E adivinhem só, Souma aprendeu o golpe Lionet Bomber, que era utilizado por Ban no clássico. Engraçado foi que ele aprendeu isso com o Jabu. Tem lógica isso? Talvez até tenha, vai que o ex-Unicórnio aprendeu isso durante a luta na Guerra Galáctica...

        A luta entre Sonia e o Leão Menor é provavelmente a parte mais interessante do episódio, mas não é algo que realmente valha a pena ser detalhado. Basta dizer que terminou em empate, e que por um momento eu pensei que a Vespa ia encarnar Minos de Griffon e transformar o adversário numa marionete. Maldita cena enganosa.

        Enfim, Aria já não está mais em Babel. Foi levada pelo seu irmão facilmente influenciável para a Ruína do Relâmpago. A turminha fica sabendo disso por intermédio de uma serva e agora só nesta resta esperar o próximo episódio para ver Kouga apanhar um pouquinho mais do Eden.

        Para mim este episódio valeu a pena, só porque gostei de ver a Sonia dando porrada nos cavaleiros.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!