EPISÓDIO 36 - WOLVERINE E KOVU VS MUFASA

12/12/2012 19:22

Wolverine e Kovu VS Mufasa

Por Julian VK

 

        Ironicamente este episódio não foi tão vergonhoso para os leoninos. Apesar dos defeitos, Micene mostrou que ao menos é um combatente poderoso. E talvez ele não seja tão burro assim, já que se tocou rápido de que seria humilhado se continuasse a barrar o caminho dos cavaleiros de bronze. Isso sim é respeitar o poder do roteiro.

        Enfim, a demora de Souma e Haruto para chegar à casa de Leão é mais do que injustificável. Ela deixa bem claro que os roteiristas são tão desleixados que nem sequer se deram ao trabalho de inventar um atraso. Considerando que Ryuho e Yuna chegaram relativamente rápido às respectivas casas onde lutaram, o que poderia ter tomado tanto tempo do Leão Menor e do Lobo, sozinhos nas escadarias? Melhor eu nem tentar imaginar.

        Ao menos vemos um pouco de lógica quando Micene detém as kunais de Haruto sem sequer se mover. Acho que como cavaleiro, o Lobo deveria saber que esse tipo de truque seria um tanto quanto... inútil.

        Quanto à luta em si, pouco muda com relação as anteriores. Evidentemente o Leão dourado a domina por toda a duração do episódio, espancando continuamente seus oponentes com King’s Roar e, quando esta técnica é anulada, apelando para o seu ataque mais poderoso, o King’s Emblem. Ou seja, nada de novidade mesmo comparando com outras lutas de Cavaleiros do Zodíaco.

        Para falar a verdade, o único detalhe realmente digno de nota é o fato de que o cavaleiro de Leão resolve invocar a pedra do reino para poder lutar em cima dela. Seria ele arrogante aponto de se sentir mal se não enxergasse de cima os cavaleiros de bronze? Seja lá qual for o motivo, durante praticamente metade do episódio Micene insiste em lutar em cima daquela maldita pedra (e os cavaleiros de bronze falham epicamente em todas as suas tentativas de tirá-lo de lá).

        Posso dizer que expresso certo alívio. Claro, Micene continua sendo um anta, mas ao menos não possui nenhuma mania ridícula e enquanto guerreiro não fica atrás de nenhum cavaleiro de ouro visto até o momento. Isso não significa que eu gosto dele, que fique bem claro.

        Também como era de se esperar, vemos uma historinha contando um pouco do passado do dourado da vez. Contudo, diferente das anteriores, esta pode ter uma relevância direta com o roteiro, pois revela que Mars era humano antigamente e que Micene era seu fiel escudeiro. Algo tipo Batman e Robin.

        O flashback também explica o motivo de ter sido Micene a treinar Eden e seu apego ao pirralho. Pelo visto podemos concluir que a razão de Orion ser tão poderoso mesmo pertencendo ao nível bronze é o fato de ter um mestre cavaleiro de ouro.

 photo Kings_Roar_zpsbf449778.gif


        Mas não vamos nos esquecer que esta é uma análise injusta, portanto preciso apontar as falhas. E um dos detalhes que mais me irritou na duração do episódio é que cada vez que Micene usou seu golpe King’s Roar, as mesmas cenas se repetiram (cada vez mais rapidamente). E isso não é um problema apenas de Saint Seiya Omega. Claro que reduzir gastos é bom, mas será que não se tocam de que fãs percebem e que pega mal?

        No decorrer do confronto, Micene aparentemente encontra uma possibilidade de cura para a crise emo do Eden, inspirando-se através da atitude determinada de seus oponentes. Mesmo apanhando como dois cachorros de rua eles continuam a confrontar o Leão. Assim este passa a respeitar os dois cada vez mais devido a isso, sendo tal o motivo de permitir que passem.

        Também descobrimos neste episódio que Haruto foi um dos experimentos do projeto Arma X, pois ele também é capaz de fazer garras metálicas surgirem de seus punhos, no melhor estilo Wolverine. Sinceramente, eu não consigo pensar num cavaleiro mais polivalente que o lobo. Além de cavaleiro e ninja, o cara também é mutante!

        Dito isso, já não há muito que comentar. Souma conseguiu o feito de lascar uma armadura de ouro, enquanto que Micene em troca demoliu o capacete de Haruto, prova de que o golpe dele é forte pra caralho, possivelmente mais que o Greatest Horn do Harbinger. Ah, espere, estamos falando de Saint Seiya Omega, minha comparação não significa porra nenhuma porque neste anime lógica é para os fracos .

        Para a tristeza de seu mestre, Eden continua um baita emo, mesmo jurando descer o sarrafo em seu pai. A diferença é que ao invés de sangrar pelo pulso, ele prefere sangrar pelo olho. E Micene, ao trair Mars permitindo que os bronzeados passassem, provavelmente vai se foder de forma épica dentro em breve.

        Resumindo, este foi um episódio aceitável, pois o Leão conseguiu se redimir UM POUCO. Porém, não fiquem muito animados, eu prevejo que a situação vai voltar a ficar horrivelmente tensa assim que os protagonistas colocarem o pé na casa de Virgem.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!